Técnicas para reduzir o estresse da sua equipe

tecnicas-reduzir-estresse-equipe.jpgÉ comum ouvirmos falar que o estresse é o mal do século, e com tantas pressões e correria no dia a dia as pessoas ficam nervosas e estressadas com grande facilidade. Buscar reduzir esse estado emocional dentro do ambiente corporativo é importante para assegurar a qualidade de vida dos seus funcionários. Algumas empresas estão adotando um sistema de gestão de estresse, com avaliações sistemáticas dos níveis de estresse no ambiente de trabalho, para conseguir melhorar a rotina profissional.

Como evitar o estresse no ambiente de trabalho

O estresse, segundo o dicionário Houaiss, é “ o estado gerado pela percepção de estímulos que provocam excitação emocional e  que ao perturbarem a homeostasia, levam o organismo a disparar um processo de adaptação caracterizado pelo aumento da secreção de adrenalina, com várias consequências sistêmicas”.

Existem vários fatores que contribuem para o aumento do estresse do trabalho, incluindo o excesso de horas extras, que afeta diretamente o desgaste físico e emocional do trabalhador.  A ausência de ferramentas essenciais para o desenvolvimento do trabalho, como mobiliário adequado e com qualidade ergonômica é outro fator que deve ser analisado.

Alguns profissionais reclamam nas pesquisas de estresse quanto à falta de investimento e preocupação da empresa em relação ao aperfeiçoamento pessoal e profissional.  Investir em cursos e palestras de reciclagem pode ser uma forma de melhorar a qualidade do serviço, reduzindo o estresse que o funcionário sente no dia a dia.

Muitas vezes os funcionários ficam estressados pela falta de interesse e pela ausência de um direcionamento  por parte do líder. Fique atento e, sempre que possível, apresente  feedbacks aos liderados, ofereça gratificações simbólicas e personalizadas para conseguir reconhecer a importância do serviço do profissional para a instituição. Além disso,  é preciso também saber dar abertura para que os profissionais consigam apresentar ideias e sugestões para melhorar o funcionamento dos serviços.

Por que a gestão do estresse organizacional é tão importante?

O estresse tem relação direta com o desempenho da equipe e vai impactar o resultado final dos objetivos traçados.  Um líder deve ter uma visão sistêmica e multifatorial da realidade dos seus profissionais, conseguindo analisar qual o melhor profissional para executar determinada tarefa, quais são os aspectos econômicos, físicos, afetivos, culturais e ambientais que podem ajudar a administrar essa situação dentro da empresa.

Alguns programas de prevenção de estresse podem e devem ser adotados pela liderança para buscar melhorar a qualidade de vida no trabalho e, consequentemente, ampliar resultados.  O estresse pode afetar o profissional em diversas esferas trazendo resultados negativos, incluindo efeitos subjetivos ( irritabilidade, mau humor), comportamentais ( uso de drogas, acidentes), cognitivos ( esquecimento, sensibilidade e indecisão), psicológicos ( pressão alta, problema do coração, dificuldade em respirar) e organizacionais (insatisfação, baixa produtividade e faltas do trabalho).

Manter uma comunicação clara e aberta com seus funcionários é a melhor forma de mostrar acessibilidade e conseguir identificar como anda o nível de estresse de cada um. Procure mostrar a sua forma de trabalhar, sempre mantendo a educação, cautela e bom senso na hora de cobrar resultados ou prazos na realização dos projetos.

Sobre Vanessa Alonso

Mestranda em Ciências dos Alimentos na UNICAMP, pesquisadora, redatora, webwriter, blogueira, estudante de Marketing e curiosa. Possui experiência em outras áreas: área comercial (prospecção, vendas e liderança de equipe) e administrativa.
Perfil no Google+

DEIXE SUA OPINIÃO

*