Inovar é preciso: 4 pontos estratégicos

inovar-preciso-4-pontos-estrategicos.jpgQuem nunca ouviu a expressão “Isso não vai dar certo”. “Em time que está ganhando não se mexe”. “Melhor não alterar nada”. “Pra que mudar?”  É comum encontrar dificuldade para alavancar as mudanças e deparar-se com profissionais que estão se arrastando em suas posições, sem demonstrar o mínimo de interesse em mudar ou inovar.

Afinal o que é status quo?

Já ouviu falar em status quo? Sabe o significa? Status quo é uma expressão abreviada de um termo em latim, que significa que tudo está no mesmo estado que antes, ou seja tudo permanece igual.

O termo é usado para definir o estado das situações. No mundo corporativo é comum o uso desse termo, principalmente para alguns profissionais resistentes em inovar, que defendem manter tudo como está.  Quebrar paradigmas , mudar e inovar é uma luta que muitos encontram no ambiente corporativo.

E você, o que acha correto? Deve lutar por inovar ou por manter a tradição da sua empresa? Como se manter bem posicionado na frente de seus concorrentes sem inovar? Em época de globalização, permanecer sempre do mesmo jeito e não evoluir, pode colocar tudo a perder.

A busca pela inovação é inerente ao fato de reduzir o risco de tornar-se irrelevante. Líderes e gestores devem incentivar a mudança dentro do ambiente de trabalho. Claro que a tradição da empresa, a história e tudo mais deve ser preservado, mas isso não significar permanecer parado enquanto os concorrentes evoluem.

Como inspirar mudanças e inovar?

Todo cuidado é pouco, e toda inovação é bem vinda quando queremos permanecer ativos no mercado. Líderes e gestores devem introduzir mudanças, inspirando suas equipes através das suas próprias atitudes. Ser o primeiro a inspirar mudanças é demonstrar que não segue o status quo.

Ao encontrar dificuldade em mudar estratégias, seja através dos seus colaboradores, parceiros e colegas executivos, esse é o primeiro sinal de que estão sendo guiados pelo statos quo.

Prepare-se para encontrar resistências. Nesse caso, você irá precisar elaborar novas abordagens para lidar com elas.

Tente levantar debates que avaliam não só os riscos das novas estratégias, mas, principalmente, os riscos de não inovar.

4 Pontos estratégicos para inovar:

  1. Analise sua estratégia – Abra discussão em relação ao planejamento estratégico, incluindo termos de mudanças e as necessidades dos seus clientes. Aponte as mudanças ocorridas em seu público alvo e também no mercado competitivo.
  2. Perfil – Para demonstrar a estratégia, crie um perfil de risco e tente demonstrar todos os riscos operacionais, fazendo comparações e analisando as ações que devem ser empregadas para inovar e acrescentar novos patamares na organização. Faça pesquisas e use critérios realistas.
  3. Limites – As pesquisas são importantes, mas não vá se perder em uma quantidade absurda de informações que podem nunca ser alcançadas. Chame a atenção para as informações que fazem a diferença.
  4. Canibalismo – Cuidado com o risco de canibalismo ao lançar novos produtos e marcas. Mas, sempre que for necessário, invoque os melhores interesses da organização para justificar as mudanças. A relevância de um novo lançamento pode mudar a história de vendas da sua empresa, esse deve ser o objetivo!

 

Sobre Vanessa Alonso

Mestranda em Ciências dos Alimentos na UNICAMP, pesquisadora, redatora, webwriter, blogueira, estudante de Marketing e curiosa. Possui experiência em outras áreas: área comercial (prospecção, vendas e liderança de equipe) e administrativa.
Perfil no Google+

DEIXE SUA OPINIÃO

*