Gestão matricial é funcional?

gestao-matricial-funcional.jpgA gestão matricial ganhou força e impulso nos últimos anos e pode ser observada dentro das principais organizações.  A principal característica desse modelo é que

, ao invés de ter um único chefe no comando, pode existir uma dupla ou até mesmo mais gerentes.

As primeiras empresas a adotá-la foram do segmento aeroespacial e, aos poucos, outras empresas como químicas, seguradoras, embalagens, eletrônica e informática foram aderindo a tal gestão.

A gestão matricial é um modelo que pode ser aplicado a diferentes áreas. É aconselhável para empresas que atuam em um setor onde a organização precisa ser responsiva simultaneamente a dois setores, quando as incertezas geram muitas informações ou quando existem fortes restrições de recursos financeiros ou recursos humanos. Mas, quais são seus pontos fortes e suas fraquezas?

Pontos Positivos da Gestão Matricial

  • As estruturas matriciais favorecem a tomada de decisão;
  • Fornece flexibilidade a organização;
  • Os sistemas de avaliação devem ser duplos;
  • A cultura corporativa favorece a negociação e o clima, evitando conflitos;
  • É caracterizado pelo equilíbrio do poder;
  • As responsabilidades podem ser gerenciadas por dois setores;
  • Cada matriz deve ter o seu papel e receber orientação direta de um gestor que ocupa o topo da organização.

Pontos Fracos…

Na gestão matricial podem ocorrer problemas relacionados à sua própria estrutura, como:

  • Conflitos de interesses entre diferentes gerentes;
  • Possibilidade de dupla subordinação, resultando em ambiguidade de comando;
  • Dificuldades de avaliação de performance e consequente falta de reconhecimento.

Gestão matricial na prática

A General Eletric, com um faturamento de US$14 bilhões, é uma das empresas que utilizam esse sistema de gestão. A empresa modificou seu sistema de gestão padrão com cinco gerentes funcionais para um gerente geral responsável por vários departamentos.  Todas as divisões respondem diretamente para a matriz.

Levando em conta o tamanho da responsabilidade,  ao assumir esse sistema o gestor deve ter uma boa preparação individual para conseguir lidar com diferentes interesses, conflitos e produtos referentes a setores distintos.

Durante a implantação, é necessário que seja feito um acompanhamento, pois esse sistema é considerado relativamente novo e ao ser implantado a observação dos erros e acertos ajudam a modificar e melhorar os resultados.

Um olhar especial deve ser dado para as situações de conflitos ou que exijam resoluções rápidas. O gestor deve evitar fazer um diagnóstico precipitado, partindo de situações referenciais. Cada situação deve ser analisada individualmente.

Na prática, algumas dificuldades podem ser encontradas, principalmente em relação ao orçamento e às avaliações de desempenho. Essas questões devem ser analisadas, pois são relevantes ao escolher o perfil do gestor, que pode seguir duas vertentes distintas, uma voltada para a estrutura do projeto  e outra para as funções.

O modelo de gestão influencia o resultado final obtido dentro da organização. Mudar paradigmas e inserir um novo modelo de gestão pode favorecer o desenvolvimento de diferentes aspectos, porém, é necessário um bom planejamento que aponte os pontos positivos e negativos do modelo escolhido.

 

Sobre Vanessa Alonso

Mestranda em Ciências dos Alimentos na UNICAMP, pesquisadora, redatora, webwriter, blogueira, estudante de Marketing e curiosa. Possui experiência em outras áreas: área comercial (prospecção, vendas e liderança de equipe) e administrativa.
Perfil no Google+

DEIXE SUA OPINIÃO

*