Afinal, pra que serve a ferramenta PDCA?

ferramenta-pdca.jpgQuando falamos sobre estratégias estamos fazendo conexão com os processos, pois um depende do outro para existir. Os processos devem promover a integração de diferentes áreas dentro do universo corporativo e conquistar resultados melhores. O PDCA é um ciclo que reforça as estratégias e a operação.

O que é PDCA?

O PDCA é a sigla em inglês das palavras: Plan, Do, Check e Act que traduzidas significam:  planejamento, execução, verificação e ação. O ciclo também é conhecido como ciclo de Shewhart, da qualidade ou de Deming.

O principal objetivo desse ciclo é favorecer a utilização de uma metodologia que ajude a diagnosticar, analisar e resolver problemas organizacionais.

Esse método vem ganhando forças com as diferentes organizações, pois é simples de ser utilizado e tem um resultado eficiente, conduzindo a ações sistemáticas que garantem o crescimento das organizações.

O sistema, que nasceu para ser aplicado aos sistemas de qualidade, passou a ser utilizado para o planejamento eficaz da gestão de conhecimento, em qualquer segmento ou instituição.

Sua utilização é ampla e baseia-se nos conceitos de administração que devem servir de exemplos na administração dos objetivos, onde uma sequencia de atividades é estruturada dentro dos 4 módulos do PDCA.

A ferramenta pode ser utilizada por qualquer organização, favorecendo o desenvolvimento de melhores resultados e também para a melhoria dos processos.

O ciclo PDCA surgiu na  década de 1930, nos Laboratórios da Bell Laboratories,  nos EUA, e foi elaborado pelo estatístico Walter A. Shewhart, que definiu essa ferramenta como um ciclo de processos que pode ser aplicado a qualquer processo ou problema.

Como funciona o PDCA

Os profissionais que querem organizar e controlar processos, em qualquer área, podem utilizar o ciclo PDCA.

Para que a aplicação do PDCA tenha eficiência, todos os envolvidos precisam entender o conceito do processo:

  • Plan:  Nesse estágio é feita a identificação do problema e, em seguida, uma análise do fenômeno, do processo e o plano de ação. O estabelecimento de uma meta é importante, além de estratificar os dados e possibilitar o brainstorming, para troca de ideias.
  • Do: O plano deve ser executado nessa etapa.
  • Check: O plano precisa de verificação e acompanhamento. É comum que sejam utilizados nessa fase diagramas de causa e efeito, como o Diagrama de Ishikawa.
  • Act: Em seguida, é necessário padronizar e concluir o plano. Ao concluir, crie relatórios para conseguir acompanhar as modificações alcançadas.

O PDCA é uma ferramenta que pode trazer melhores resultados quando estamos desenvolvendo uma gestão estratégica, pois ajuda no desenrolar dos problemas do cotidiano, trazendo soluções e proporcionando o uso eficiente de recursos.

Sobre Vanessa Alonso

Mestranda em Ciências dos Alimentos na UNICAMP, pesquisadora, redatora, webwriter, blogueira, estudante de Marketing e curiosa. Possui experiência em outras áreas: área comercial (prospecção, vendas e liderança de equipe) e administrativa.
Perfil no Google+

COMENTÁRIOS

  1. aRISMAR diz:

    Parabéns pela formação vanessa,

  2. genivaldo roberto da silva diz:

    eu achei o assunto muito interessante e bem detalhado. gostei muito.
    parabéns

  3. mariana pires diz:

    gostei como voce abordou o assunto, me ajudou bastanti no trabalho.obrigada

  4. sEBASTIAO diz:

    Ola, peco uma ajuda para fazer uma carta de apresentacao de uma associacao dos motoristas

  5. me ajudoubastante diz:

    meajudou bastante nas minhas aulas de empregabilidade de enfermagem

  6. Jose rubens diz:

    Me ajudou, na hora de estudar para prova de Gestão Ambiental,E saber mais sobre PDCA, muito bom.

DEIXE SUA OPINIÃO

*