Desempenho corporativo: gestão e aprendizagem

desempenho-corporativo-gestao.jpgPara ter controle sobre um sistema e melhorar o desempenho corporativo é preciso mensurar resultados, e isso inclui a aprendizagem. As curvas de aprendizagem e de experiência podem ser utilizadas pelas indústrias para saber o quanto determinados programas de melhoria estão sendo vantajosos ou não.

Desempenho Corporativo

O desempenho corporativo tem relação direta com a atual economia, pois vivemos um período onde as companhias precisam se transformar pra competir em um mundo de informações.  Explorar novos patamares e lançar desafios diários aos seus funcionários é uma realidade.

Os resultados de uma empresa podem ser medidos através de vários indicadores: o desenvolvimento dos ativos, das vendas e até do patrimônio líquido. O gerenciamento de todas as informações é um critério muito valorizado para medir o desempenho corporativo.

Os gestores devem investir em habilidades e na aquisição de conhecimentos que favoreçam o desenvolvimento de um perfil analítico e organizado. Os autores Norton e Kaplan, desenvolveram o Balanced Scorecard (BSC), uma metodologia para medição e gestão de desempenho. Ao ter maior autonomia sobre os resultados, é mais fácil conseguir promover modificações e inovações em diferentes esferas, de forma rápida, incrementando o desempenho corporativo.

Uma avaliação equilibrada do desempenho corporativo inclui medidas que envolvem a satisfação do cliente, os processos internos e a habilidade da organização para aprender e melhorar, conduzindo bem seu futuro financeiro. A organização deve estar pronta para avaliar diferentes ângulos, só assim ela poderá traçar novos objetivos e melhorar. Ao realizar uma avaliação, inclua alguns questionamentos, como:

  • Qual a visão dos acionistas?
  • Qual a visão dos clientes em relação à empresa?
  • O que precisamos para superar as expectativas dos clientes?
  • Como criar valor corporativo?

Conectando objetivos e ações para o desempenho corporativo

É preciso alinhar os objetivos de longo prazo com as ações de curto prazo. Algumas ações e atitudes contribuem para conectar esses objetivos:

Visão: A visão deve ser divulgada entre todos os envolvidos, desde colaboradores, parceiros e clientes, de forma que contribua para a construção de consensos relacionados às estratégias da companhia.

Comunicação: Todas as estratégias devem ser divulgadas, independentemente do nível hierárquico, isso facilita a união e a distribuição de metas.

Planejamento empresarial: O principal objetivo dessa ferramenta é integrar os planos financeiros ao empresarial.

Avaliação: As avaliações permitem que as empresas tenham acesso aos resultados do aprendizado dentro da organização, possibilitando ajustes e a criação de novas estratégias para melhorar os resultados.

Sobre Vanessa Alonso

Mestranda em Ciências dos Alimentos na UNICAMP, pesquisadora, redatora, webwriter, blogueira, estudante de Marketing e curiosa. Possui experiência em outras áreas: área comercial (prospecção, vendas e liderança de equipe) e administrativa.
Perfil no Google+

DEIXE SUA OPINIÃO

*