Aumento de responsabilidade, excesso de trabalho?

aumento-de-responsabilidade-escesso-trabalho.jpgComo lidar com as várias responsabilidades dentro da rotina profissional sem prejudicar seu desempenho e imagem? Você busca experiência ou uma boa remuneração? Está de acordo com o aumento de responsabilidade sem receber aumento salarial? Foi informado sobre as alterações? Existem diversos questionamentos que permeiam a vida dos profissionais, tornando essa experiência confusa e cansativa.

Quando o aumento de responsabilidade se traduz em excesso de atividades

Antes de reclamar ou dizer qualquer coisa sobre o excesso de atividades, avalie o quanto a situação está agregando a sua vida profissional. Caso o excesso esteja prejudicando o seu rendimento e atrasando os resultados, talvez seja hora de procurar o seu líder e ter um diálogo franco.

Nem todos tem a mesma habilidade para lidar com diferentes tarefas simultaneamente, porém, algumas organizações exigem tal papel, enquanto outras evitam esse tipo de situação. Esse é um problema real dentro do mundo corporativo.

É comum que as empresas exijam mais dos seus funcionários, em um ambiente competitivo. Isso pode ser um problema, dependendo da quantidade de responsabilidades que estão sendo delegadas e da capacidade individual de cada profissional.

Caso as mudanças sejam inevitáveis, o líder ou gestor deve acompanhar a rotina dos funcionários para saber até que ponto é possível ter qualidade com o aumento de responsabilidade e atividades.

Ao sentir-se sobrecarregado, ou ao visualizar falhas no processo produtivo, a melhor forma de agir é organizar relatórios semanais ou mensais sobre os resultados, para ter como justificar, junto ao gestor, seu ponto de vista e sua insatisfação com o aumento de responsabilidade.

Como demonstrar sua insatisfação

Quem está se sentindo sobrecarregado deve agir com cautela, ter responsabilidade e profissionalismo para questionar sabiamente o aumento de responsabilidades, caso não concorde com a quantidade de trabalho proposta.

Após a elaboração de relatórios, que justifiquem sua insatisfação, aguarde o momento propício para apresentar e levantar questionamentos. Avalie sua insatisfação com o aumento de responsabilidade a partir de diferentes perspectivas. Toda crítica deve sempre ser realizada mediante dados e números que reforcem a insatisfação, para não prejudicar a sua imagem  profissional. Os relatórios devem transmitir confiança e serem baseados em dados reais. Os dados podem ser apresentados isoladamente para seu gestor, ou até mesmo levados para discussão em grupo em uma reunião.

Conheça os verdadeiros motivos que desencadearam as mudanças organizacionais e demonstre, para a equipe e liderança, consciência de que existe uma preocupação em relação à melhor forma de executar tais atividades.

Ao apresentar os resultados, aceite conselhos e peça sugestões aos envolvidos diretamente com o seu processo produtivo. Gestores e líderes trabalham com resultados, por isso, domine a situação e tenha uma boa justificativa antes de exigir mudanças.

Ao ter uma postura convincente e profissional, a chance do profissional ganhar respeito e confiança dentro da organização muda drasticamente e isso pode contribuir para o crescimento não só do trabalho individual, como em equipe, melhorando os resultados.

Monitorar e reconhecer o seu próprio desempenho é um ponto positivo, por isso, independentemente da empresa ter isso no seu plano de ação, procure aprender mais sobre suas atividades e a forma de desenvolvê-las, sempre se preocupando com a sua capacidade de produzir!

Sobre Vanessa Alonso

Mestranda em Ciências dos Alimentos na UNICAMP, pesquisadora, redatora, webwriter, blogueira, estudante de Marketing e curiosa. Possui experiência em outras áreas: área comercial (prospecção, vendas e liderança de equipe) e administrativa.
Perfil no Google+

DEIXE SUA OPINIÃO

*